Buscar
  • Redação KML

Marcas no Instagram ganham maior visibilidade

Apesar do crescimento de 33,83% no número de seguidores de empresas na rede social, no último trimestre de 2018, Facebook e Twitter apresentam quedas



No Instagram, usuários passaram a interagir mais em perfis de marcas - Foto:Divulgação


Em 2018, o Instagram apresentou um crescimento de 33,83% no número de seguidores em perfis de marcas brasileiras. Além disso, subiu a quantidade de interações dos usuários com essas páginas, saltando da média de 4.617, registrado no início do ano passado, para 4.835, dado do final de 2018. Em contrapartida, entre os perfis de celebridades, esse número caiu de 163.980 para 104.534. As informação são da edição mais recente do levantamento “Mídias Sociais 360º (#MS360FAAP)”, realizado trimestralmente pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) em parceria com a plataforma de monitoramento Socialbakers.


“Isso não significa que as pessoas deixaram de interagir. É mais provável que seja um sinal de que a limpeza que a plataforma fez em meados de 2018 funcionou, retirando milhares de perfis falsos que serviam apenas para inflar números, mas que não eram de pessoas reais”, indicou Adriano Cerullo, coordenador da pós-graduação em branded content e entreternimento da FAAP e integrante da equipe que desenvolve o estudo, em nota.


Segundo o estudo, no Facebook, o setor e-commerce terminou o ano passado como o único que engrandeceu, somando 1.653.506 fãs, 48.108 a mais que o dado recolhido em janeiro, fevereiro e março de 2018. Entre as demais categorias que apresentarem queda, durante o ano passado, o segmento de marcas e institucional caiu 14% na média de fãs. De acordo com a pesquisa, esse declínio deu-se por conta da diminuição de investimento publicitário nesse setor na rede social, já que, em comparação com o primeiro trimestre de 2018, o número de publicações impulsionadas entre outubro e dezembro do ano passado caiu para 63%.


Para Thiago Costa, coordenador da pós-graduação em comunicação e marketing digital da FAAP e um dos analistas da pesquisa, os dados relacionados ao Facebook é um movimento natural, ao analisar a mudança de comportamento dos usuários nas redes sociais. “O Facebook, mesmo sendo ainda a rede mais usada no mundo, se envolveu em muitas polêmicas em 2018, com destaque para o escândalo da Cambridge Analytica (os jornais New York Times e Guardian publicaram reportagens que afirmavam que milhões de pessoas tiveram seus dados roubados do Facebook pela Cambridge Analytica), e isso acabou tirando um pouco da sua credibilidade, afastando os usuários”, disse. De acordo com ele, ainda há um afastamento do público mais jovem, que prefere cada vez mais usar o Instagram.


No Twitter, plataforma mais utilizada por políticos, entre janeiro e março de 2018, as cem principais não marcas — termo que se refere a celebridades, artistas e outras figuras públicas — tinham, em média, 3.600.522 seguidores, número que caiu para 3.185.652 no último trimestre do ano passado. Entre os perfis de marcas nessa rede social, a quantidade de seguidores declinou de 324.135 para 313.158.


Confira mais dados do estudo “Mídias Sociais 360º (#MS360FAAP)”:






Fonte: Meio e mensagem


  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

Rua Bocaiuva, 100 - Bairro Santo Antônio

Pirapora MG - +55 (38) 3741-1398